Após a primeira reunião de parceria em Londres, em abril de 2017, a INOVA+ dedicou-se à realização de uma pesquisa sobre o estado da arte quanto à radicalização do comportamento de jovens em risco no contexto nacional, no âmbito do projeto YEIP, “Youth Empowerment Innovation Project”.

Este projeto é cofinanciado pela terceira ação-chave do programa europeu Erasmus+, que apoia a reforma de políticas para facilitar a modernização dos sistemas de educação e formação.

Este estudo, que fará parte de um e-book europeu a ser publicado nos próximos meses, apresenta os principais resultados da pesquisa realizada em Portugal. Esta é a primeira fase deste ambicioso projeto, que tem a duração de 36 meses, envolvendo entidades de sete países (Chipre, Grécia, Itália, Portugal, Roménia, Suécia e Reino Unido), e que tem como objetivo conceber e testar um modelo inovador de prevenção para enfrentar a marginalização e radicalização entre os jovens na Europa, com base na psicologia positiva.

imagem corpo noticia 1

A INOVA+ focou-se, numa primeira fase, numa extensa revisão da literatura sobre as políticas públicas e programas de prevenção da radicalização dos jovens em situação de risco em Portugal, especialmente no contexto escolar e online, tanto a nível local, como nacional.

O estudo inicia com uma reflexão sobre os conceitos-chave do projeto, em particular a radicalização e o seu significado a nível nacional, pois o conceito comummente utilizado a nível europeu não tem o mesmo peso na realidade portuguesa atual.

Além de pesquisas bibliográficas com o objetivo de enriquecer o estudo, foi organizado um focus group sobre o tema, reunindo 14 peritos e profissionais que trabalham com jovens em risco ou em situações de carência em Portugal, em municípios, escolas, centros educativos e associações. O objetivo do focus group passou pela apresentação dos resultados preliminares do estudo, promovendo um debate sobre os pontos-chave do relatório, através do lançamento de questões concretas para o grupo, como por exemplo: “Qual é o significado do termo radicalização no contexto português?”, ou ainda, “No âmbito do seu trabalho, como se caracterizam os comportamentos violentos/radicais por parte dos jovens?”, “Quais são as manifestações e características destes comportamentos?”. Os resultados do debate e partilha de opiniões permitiram refinar e complementar as conclusões do estudo, assim como perceber melhor a realidade nacional.

imagem corpo noticia 2

Focus Group YEIP – INOVA+ – 27 Setembro 2017

O projeto e os resultados do estudo serão igualmente apresentados a um grupo de jovens do Município de Oliveira de Azeméis (parceiro do projeto), para recolher as opiniões e sugestões do próprio público-alvo, com o fim de desenvolver um modelo preventivo que responda da melhor forma às necessidades dos jovens em risco de marginalização e radicalização.

A etapa seguinte do projeto será a primeira conferência internacional do YEIP sobre “A prevenção da radicalização dos jovens” no dia 22 de janeiro 2018 em Modena, Itália, onde as diferentes intervenções abordarão a radicalização sob diversos aspetos: legislação, criminalidade, psicologia positiva, saúde mental, interculturalidade e perspetiva dos jovens.

pic conf italy

Para mais Informações sobre o projeto contactar: Aurélie Delater, aurelie.delater@inovamais.pt.

#YEIPproject